segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Medo



Quando eu vi que era você, podia até não estar preprada, + estava, e hoje sei o que quero, mesmo assim sinto medo, medo de não conseguir, o medo de estar errada, de ser como sempre, precipitada, de comer cru, fazer antes da hora, falar a palavra errada. Será possível que o medo irá me consumir em todas as horas, mesmo quando sei o que quero, pensei que ele só tomava conta quando tinha todas aquelas duvidas.

Você, contrário de Mim, calmo, sossegado, deixa que as coisas aconteçam em seu devido momento, me deixando louca, ansiosa, pensando que já não me quer. Você, meu ponto de equilibrio, o meu não, apenas meu não, que completa meu sim, que me impresiona a cada palavra trocada.

5 comentários:

kami! disse...

Lindo...mais uma vez me disseram que o medo é um microscopio que sempre aumenta o perigo!
Vá em frente com medo ou sem ele...afinal, as coisas vão se passar da mesma forma!!!!
Bjussssssssssssss

.linny disse...

com medo ou sem ele vá em frente e seja feliz.

beijos

OS Z ETES disse...

Deixa a coisa correr e enfrenta o medo, mesmo que depois vc tenha um treco(rsrsrsrsrs...), mas tenha certeza que se sentirá aliviada!
O medo é para isso mesmo.
Um cheiro!
Até.

Nyse Brito disse...

Nossa... sou eu nesse texto!
Ontem mesmo estava me lamentando por meu medo, por a minha falta de coragem para arriscar mesmo o que eu sei que seria correto, por o meu "pensar demais".

Às vezes a gente precisa largar mais esses pensamentos, essas razões e apenas viver... não importa se mais na frente a gente perceba que não era bem como imaginávamos, mas pelo menos tentamos! E assim, podemos mudar de rumo....

Amei teu texto! =*

pimentinhabm disse...

eu tinha comentado antes e axoq deu erro de pagina!
mas eh isso ai, agenti qr q algm mude , mas senti falta do q a pessoa era... mas agenti tem q c encaixar e deixar as coisas acontecerem!
=*