quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Diário






Hoje Maria decidiu ir até uma papelaria e comprar um diário, sempre gostou de escrever, na sua gaveta pode-se achar diversos papeis avulsos com versos, linhas perdidas, pensamentos, alguns acontecimentos, outros desabafos, agora ela queria organizar suas idéias, queria por sua vida em um papel, “quem sabe um dia alguém não escreve um livro da minha vida”, apesar de não saber como podia aquilo acontecer, pois achava sua vida a mais comum de todas, sem nada de diferente pra se escrever um livro.
Mesmo assim quardava essa esperança.
Todas as noites sentava na sua cama e escrevia tudo que aconteceu no seu dia. Não achava aquilo inútil, era reviver, era bom. As vezes pensamentos soltos viam em sua mente, passava tudo para seu diário, não se imporava com a grafia, muito menos se estava escrito certo ou errado, so queria escrever. Havia momentos que os pensamentos eram mais rápidos do que as mãos e elas doiam muito, mas não conseguia parar, ela tinha que escrever e todas as vezes relia o que escreveu, uma, duas, ou até três vezes.
Por ser tímida e não saber expressar seus sentimentos em palavras, escrevia cartas e mais cartas, sempre deixava para o outro dia e nunca as mandavam e agora já preenchiam um bom espaço em sua gaveta. O que havia de ser dito já esta no papel, agora lhe falta coragem.

3 comentários:

JEAN PITER INZAGHI disse...

A história da Maria vai virar livro?

Estou gostando.

Un abrazo

Korina disse...

Olá :D

Muito obrigada pela tua visita ^^ Espero que voltes brevemente ao meu "reino" e espero também que gostes do que vais ler.

Qualquer dia com mais tempo passo pelo teu e leio os teus posts ;)

kiss kiss e boa leitura * *** * **

linny disse...

Concordo com o Jean ja da para fazer um livro.
Maria e eu iguais, a unica coisa que nao faço e que ela faz é nao entregar mas a loucura por escrever uhhhh somos iguais.


:**