domingo, 1 de fevereiro de 2009

Felicidade Realista

A princípio, bastaria ter saúde, dinheiro e amor, o que já é um pacote louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos.

Não basta que a gente esteja sem febre: queremos, além de saúde, ser magérrimos, sarados, irresistíveis.


Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguel, a comida e o cinema: queremos a piscina olímpica e uma temporada num spa cinco estrelas.


E quanto ao amor? Ah, o amor... não basta termos alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando. Isso é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo. Queremos estar visceralmente apaixonados, queremos ser surpreendidos por declarações e presentes inesperados, queremos jantar à luz de velas de segunda a domingo, queremos sexo selvagem e diário, queremos ser felizes assim e não de outro jeito. É o que dá ver tanta televisão.

Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista.


Ter um parceiro constante pode ou não, ser sinônimo de felicidade. Você pode ser feliz solteiro, feliz com uns romances ocasionais, feliz com um parceiro, feliz sem nenhum. Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor-próprio.


Dinheiro é uma benção. Quem tem, precisa aproveitá-lo, gastá-lo, usufruí-lo. Não perder tempo juntando, juntando, juntando. Apenas o suficiente para se sentir seguro, mas não aprisionado. E se a gente tem pouco, é com este pouco que vai tentar segurar a onda, buscando coisas que saiam de graça, como um pouco de humor, um pouco de fé e um pouco de criatividade.


Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o improvável. Fazer exercícios sem almejar passarelas, trabalhar sem almejar o estrelato, amar sem almejar o eterno.


Olhe para o relógio: hora de acordar.


É importante pensar-se ao extremo, buscar lá dentro o que nos mobiliza, instiga e conduz, mas sem exigir-se desumanamente. A vida não é um jogo onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio. Não sejamos vítimas ingênuas desta tal competitividade. Se a meta está alta demais, reduza-a. Se você não está de acordo com as regras, demita-se. Invente seu próprio jogo.


Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade. Ela transmite paz e não sentimentos fortes, que nos atormenta e provoca inquietude no nosso coração. Isso pode ser alegria, paixão, entusiasmo, mas não felicidade...

Mário Quintana

20 comentários:

Moni disse...

adoro esse texto do quintana, ele sempre dá umas bofetadas na gente rs.. beijos e boa semana!

kami disse...

Mnha querida!

Lindo post e mais que tudo real, mais nós meros mortais somos assim, somos prisioneiros dos nossos desejos!
E eu que não vivo no olimpo tb quero um amor todo maisculo, e mais dinheiro do que possa gastar e claro permanecer magra por muito e muito tempo!

Bjussssssssss

Adriano Veríssimo disse...

Noooooossa Ludmila, você arrebentou no texto...Eu não o conhecia e ele disse tudo o que eu precisava ouvir, puxa, estou com pêlos arrepiados agora...

Saudades do seu canto...ele está belo e poético como sempre!

Beijo no coração e se cuida

BANDEIRAS disse...

Linda, o Quintana é o máximo...

Bjs

Jean Piter disse...

Ando em busca da felicidade, todos os dia. E quando a encontro, não a deixo partir facilmente.


otimo texto

beijos

Zé do Cão disse...

É um post límpido como a água cristalina.

Gostei mesmo

BANDEIRAS disse...

Oia eu aqui travez !!!!

Passando p/ ler novo post...não tem !!!!então vai lá ver o meu.


Bjs

curiosidadesonline disse...

estou aqui para pedir parceria sou dono do blog curiosidadesonline.wordpress.com
se etiver interessada entre em contato.

Maria Flor disse...

madrinha!!!

que saudade!

o post tá tão lindo... pena que a gente até lê acha interessante, mas no vamos ver, estamos lá, correndo atrás desta (in) felicidade possível! Uma pena...


beijocas!

flor.

PS: saudade...

Ana D disse...

Tocante e reflexivo rs..Obrigada pelo belo texto..

Moni disse...

ei moça.. tem presente pra vc lá no blog... beijos

BANDEIRAS disse...

OLÁ,
VOLTEI DEPOIS DE 3 DIAS ESCONDIDA NUMA PRAIA DESERTA. E VC ? O QUE FEZ NESSE CARNAVAL ?

BJS

BANDEIRAS disse...

OLÁ,
COMO JÁ LI E COMENTEI TEU POST...ENTÃO PASSA LÁ NO MEU.

BJS

Maria Flor disse...

Madrinha sumiu???

tem mimo pra tulá no blog!!!


beijocas,

flor.

Noé disse...

Bonito texto, como é que vamos pratica-lo?
Abraço,
Noé

Tudo ou nada ... disse...

Os blogueiros parecem ter combinado em fazer posts sobre a felicidade. Que bom
Abraços

BANDEIRAS disse...

PASSANDO P/ TE DESEJAR FELIZ DIA DAS MULHERES,
BJS

Sara disse...

já tinha lindo esse texto 'felicidade realista" não lembro se é o mesmo,mas é lindo!

Ludmila Prado disse...

amo vocês

Ludmila Prado disse...

gente to sumida pq to sem net.
E tenho tanta coisa pra estudar.
é horrivel não poder relaxar escrever, ler, e conversar com vocês.
morrendo de saudades
beijo a todos