segunda-feira, 17 de março de 2008



A morte só me assusta se for pra você ir embora. Viver sem você é inquestionável, impossível, improvável.
Os olhos enchem de lágrima, o coração encolhe, só de pensar em não ter você perto de mim. Quem vai me mimar, cuidar tão bem de mim, fazer comida e lavar a vasilha quando eu estiver com preguisa.
Estranho falar disso sem você estar de bagagem pronta, + nunca se sabe quando ela vai chegar, e o medo tomou conta de mim agora.
Só você que coçou minhas costas e cantou música pra mim dormir e fez cerra-cerra-do comigo. Só você faz tudo que peso e fica até sem comer pra me dar, quer meu bem e vai a luta pra que isso aconteça.Não, não dá pra viver sem você, ti quero imortal.

5 comentários:

janpiter disse...

Oi Lu

Sabe, faz menos de uma semana que perdi minha avó. Tenho tantas histórias pra contar...
Já tenho saudades. E concordo com você. Nosso heróis não deviam envelher, muito menos morrer.

Um abração para ti.

Partida e Chegada disse...

Olá Ludmila,

Sou moderador do Blog PARTIDA E CHEGADA. Não tenho o livro de Eddie Van Feu para te enviar por e-mail. Como apenas parte dele foi postada no blog, tenho apenas parte dos textos. O livro completo, n. 35 da coleção Wicca, talvez vc encontre nas bancas ou pedindo para a Editora Modus : (11) 3855-1000.

Qualquer informação adicional pode me escrever através do e-mail partidaechegada@uol.com.br

Um abraço. Marcos

BABI SOLER disse...

Lindo!

Cineasta 81 disse...

Deus me livre de imortalidade ! Rss

kami! disse...

A possibilidade de perca já é coisa que assuta, mais a imortalidade assusta mais ainda!
As pessoas tem o direito de morrer... por mais que isso nos doa!
E a gente tem o direito incondicional de sentir saudades!

Bjussssss