quarta-feira, 12 de março de 2008

Tristeza




Assim como precisamos de alegrias, precisamos de tristeza, precisamos mesmo é de sentir, para nos sentirmos humanos, para estarmos realmente vivendo.
Viver não é só aproveitar cada minuto, zuando com os amigos, fazendo maluquises, é sentir prazer nas ações feitas, é se decepcionar, é sofrer com a dor de perder alguém, ou por ter cometido um erro sem remediações. É aprender.

Quando estamos tristes, no fundo do posso, não conseguimos ver nenhuma luz que circule em nossa volta, apesar dela sempre estar lá, não somos capazes de senti-la, nem queremos. Derrepente você percebe que já não está tão triste, passou, e deixa a alegria entra, e o que antes era completamente impossível agora já está acontecendo. Apesar de ser a ultima frase que uma pessoa triste gostaria de ouvir, é a mais verdadeira, “Não se preocupe, um dia passa”. Essa é a diferencia entre a tristeza e a depresão, a tristeza SEMPRE passa.

O que me levou a escrever isso foi um texto que li por acaso na net.
Aí está um trecho, quem se enteressar em ler a matéria toda.

“Qual o risco de classificar a tristeza normal como depressão? Quando você acredita que tem uma doença, imagina que ela não vai desaparecer sozinha – e a tristeza normal tende a desaparecer com o tempo. Você também acredita que ela foi causada por alguma disfunção física e que, por isso, precisa de medicação – quando, nos casos de tristeza, outras formas de apoio podem funcionar melhor.”

Texto retirado de Abrace a Tristeza

4 comentários:

Batom Cor de Rosa disse...

é vero.

.linny disse...

as verdade que lemos por ae.

bju

kami! disse...

O que importa é que passo! Bom saber que vc já esta vendo uma luz mesmo que fraquinha e distante!

Bjusssss

janpiter disse...

Muito bom menina.

Realmente é preciso conhecer a tristeza para se dar valor às alegrias.

aproveite.

beijos