quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Vida e Morte


O que é a vida, o que é a morte, contraditórias e tão iguais, dizem que a única certeza da vida é a morte, ao menos sabemos o que é a morte, como ela pode ser certa, ela é justamente a nossa incerteza, o nosso ponto fraco. Assim como ela, é a vida, incerta e misteriosa, vivemos em busca da essência da vida, de perguntas sem respostas, de motivos para dizer que estamos em fim vivendo, não sabemos o que ela é, nem ao menos porque estamos aqui, quem nos trouxe até aqui.
Exite e existiram milhares de pessoas que foram em busca dessa respostas, talvez a acharam, outras escreveram sobre a forma certa de viver, escreveram coisas lindas, que nos fazem pensar sobre essa nossa realidade, apenas pensar, é verdade que a palavras, os concelhos estão muito distantes de serem nossas ações.
Entre as incertezas qual será a sua escolha, a morte, ou a vida? Melhor permanecer aqui, o desconhecido nos amedronta.

7 comentários:

Fabrício; O Pensador disse...

ACHO Q ESTAMOS AKI PRA FAZER A DIFERENÇA DE ALGUM JEITO!! ESTAMOS AKI PRA VIVER INTENSAMENTE KD MOMENTO! A MORTE É CERTA LUD MAS VIVER A VIDA N! VC TEM ESTA ESCOLHA, VIVA SUA VIDA OU ESPERE A MORTE!!! BJUS

Georgia disse...

A éscolha deve ser sempre pela vida, mesmo que ela seja uma incógnita. A morte é a grande certeza, dela ninguém escapará e para ela precisamos estar preparados.
Olha, uma amiga minha está chegando hoje por aqui vou deixar o link dela se vc desejar visitá-la:

http://simlima.blogspot.com/

Grande beijo

Ana D disse...

Tudo é mistério, até viver...A gente não sabe o que o futuro nos guarda..o negócio é ir vivendo enquanto nos é permitido...abraço!

JANPITER disse...

Filosofando...
Muito bom.
Agora pense no quão sem graça seria a vida se não fosse as incertezas. Como sempre falo: "é como assistir a um filme que já se sabe o final"

Viva as dúvidas!

besos linda!

Maísa disse...

Ludimila, creio na vida que ora se apresenta no mundo espiritual(o real-como disse Platão), ora se apresenta na condição humana. A vida é única não importa onde estejamos. Devemos vivê-la intensamente com dignidade e amor pois o amanhã será uma conseqüência do dia de hoje.
Viver sempre e não ter a vergonha de ser feliz como dizia o poeta Gonzaguinha.
Um abraço,
Maísa

Anônimo disse...

A vida é uma especie de esperiencia que temos antes da morte.. E a morte? Acredito que ela seja uma forma de tristeza boa: pode tirar do sofrimento ou colocar no sofrimente, depende do ponto de vista..
Me desculpe; mas não acredito que estejamos aqui pra fazer a diferença, por não seria justo muitos fazerem e poucos sairem como herois como percebemos nos dias de hoje.. Todos fazem algo e nunca são visto pro ninguém.. O mundo, a vida, é egoista é cruel, é injusta, não tem igualdade.. A morte não, ela é uma e é pra todos!

FÁBIO ROSA disse...

A religião tem muitas vezes retratado a morte como um amigo, como um mero ritual de passagem entre vários estágios de existência.
A Bíblia retrata a morte como um inimigo — o “último inimigo”. (1Co 15:26)
A morte freqüentemente atinge homens e mulheres no primor da vida.
Ela causa dor, choque, pesar, solidão, confusão e um sentimento de perda para os amigos e a família dos que falecem.
A morte é “o fim de toda a humanidade”, tragando a todos algum dia. (Ec 7:1, 2)
Apesar dos esforços da ciência de combatê-la, ‘a morte continua a reinar como rei’ sobre a humanidade. (Ro 5:17)
A Bíblia diz que a morte não é nada mais que o oposto da vida e que os mortos não estão cônscios de nada. (Sal 146:4; Ec 9:5, 10)
Assim, a morte é comparada ao sono. (Sal 13:3; Jo 11:11-14)