segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Mãe



Maria e seu diário.
Não me lembro da época em que era apegada a minha mãe, todos dizem e contam histórias de como eu chorava ao ficar longe dela, já ouvi dizer que somos nós que escolhemos a familia que vamos habitar e a vida que vamos levar na terra, será que eu a escolhi pra ser minha mãe? Sinto que hoje ela me faz falta, muita falta, ela se foi a pouco mais de um ano e minha vida mudou completamente quando me vi sem ela. Apartir do momento em que me lembro, nunca fomos muito apegada, brigas constantes por causa daquele seu namorado ridículo me deixava irritada, ela nunca me entendia, precisava de sua atenção, eu nunca a entendia, ela só queria me proteger e me livrar de todos as dores já sofridas por ela, ela queria fazer meu caminho menos doloroso e mais feliz, ela não entendia que eu não queria proteção, queria errar, sofrer, quebrar a cara, só assim iria aprender realmente e amadurecer. Agora ela se foi e eu nunca tive coragem pra olhar nos olhos dela e dizer ‘ Mãe eu ti amo e tenho muito orgulho de mim, por ter ti escolhido para essa missão, você não me decepicionou, todos os momentos de gritos, raiva, choros, e palavras horríveis que foram ditas por nós uma pra a outra, me vez aprender e ser o que eu sou, nem mais nem menos apenas ser mais calma, mais educada, honesta, compreensiva, feliz’.
O que me resta agora é orar todos os dias por ela pois acredito plenamente que ela me escutar e continua a dar-me seus conselhos infinitos. Uma lágrima escorre pelo meu rosto, não sei se é tristeza ou felicidade é algo muito forte, sinto ela dentro de mim como se agora fosse eu que a carregasse assim como um dia ela já me teve dentro dela.

5 comentários:

linny disse...

Ah, que texto lindo!!!
Minha mae se foi ja tem 13 anos, eu era bem pequena e ela me faz uma falta danada.
Mas tudo na vida sempre tem seu lado bom. hoje voce é uma moça linda, escreve tao bem.
parabens duas vezes por sua mae ter feito alguem tao especial e por vc ser assim : simples!!

bju!

Rafael Velasquez disse...

ô Ô!

linny disse...

ops. foi mal por ter falado da tua mae.
mas tinha quer por o nome da maria aq neh!?!?!

bju

Anônimo disse...

Acho que houve um boa influência da Linny no seu texto.
Muito lindo menina.
Un abrazo
beso...

JEAN PITER INZAGHI disse...

O ANONIMO ACIMA SOU EU!
O "enter" me traiu! rs

Acho que houve um boa influência da Linny no seu texto.
Muito lindo menina.
Un abrazo
beso...