sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Inerde



Permaneço parada enquanto o mundo gira.
Eu acordo todo os dias as 5:40, levanto, escovo os dentes, me apronto, tomo meu café da manhã, escovo os dentes denovo e já está na hora do ônibus para o trabalho, das 7:00 as 17:15 estou lá, desenhando, aprendendo, escrevendo, andando, comendo, conversando, (e daí?), volto pra casa, as vezes para aula de inglês, as vezes malho, as vezes fico em casa comendo ou vendo TV, (e daí?), durmo, para acordar no outro dia as 5:40.
O que sou nesse mundão? Sou inerde, sou um nada, cadê a revolta?


O que faço para mudar


a mim


as pessoas que me rodeam


minnha cidade


meu estado


meu país


o mundo




Sou apenas mais um, aspirando oxigênio, e expirando gás carbônico, mais um produzindo lixo, mais um...
E o pior de tudo não é isso, o pior é saber e não fazer nada pra mudar, cotinuar tendo minha vidinha, continuar a apenas Escrever, continuar a revolta nos grandes revoltados do Brasil do séc. XXI, o que você faz para mudar o mundo?


4 comentários:

Lívia Russo, 18 disse...

oiiiii ludmila!!!
somos todos nós mais um na multidão, não?
oO
onde vc viu meu blog?? eu já tinha visto e lido seu post mas nem deu pra comentar...brigada pelos elogios e sim tbm vou te linkar!!
=*********

linny disse...

verdade. tudo que tu diz...

fiquei muito feliz em saber que tenho o coração bom. obrigada de verdade...
vc é mt parecida cmg..

bju

JEAN PITER INZAGHI disse...

Bom linda
Escrever já é uma grande contribuição. No mais, acredito que todos podem sempre fazer um pouco mais, é só começar.

Bela reflexão
beijo

OS Z ETES disse...

Ahhh... escrever é importante pra caramba! São poucos os que escrevem no Brasil.
Claro que tem muito mais a se fazer, mas isso surge a partir dos pequenos gestos, desde não jogar lixo no chão até liderar revoluções. A certeza de que tenho é que cada um deve fazer um pouco. O pouco vai tornar muitos e aí as coisas vão começar a andar, de fato!
Um cheiro!